Queijo, o grande aliado da saúde

18/09/2017

A paixão dos brasileiros – e em especial dos mineiros – pelo queijo é antiga e satisfaz todos os gostos. Canastra, Minas Padrão, Minas Frescal, Parmesão, Coalho, Ricota, Provolone, Gorgonzola… Alguns preferem os mais brancos e suaves. Outros gostam mais dos queijos mais curados. Mas afinal, qual seria o queijo mais saudável?

O queijo, além de saboroso, é uma excelente fonte de proteína, gordura, vitaminas e minerais.
Os queijos mais curados foram submetidos a um maior tempo de fermentação e, assim, possuem menor teor de lactose. O tempo maior de maturação do queijo reduz seu potencial alergênico, pois promove a desnaturação da caseína e transformação em compostos de menor tamanho. São queijos mais calóricos e com maior quantidade de gordura, e podem sim ser consumidos, mesmo por aqueles que desejam emagrecer, desde que as quantidades sejam ajustadas à dieta como um todo e à individualidade. Além disso, a gordura traz maior saciedade, o que também contribui para o emagrecimento.

Desse modo, todos os tipos de queijo podem ser consumidos, respeitando-se gosto pessoal, quantidades individualizadas e coerentes com os objetivos de cada um, bem como a presença de alergias e intolerâncias. Lembrando-se também de sempre observarmos os rótulos, atentando-se ao teor de sódio.