O Compost Barn e o aumento da produtividade leiteira

1

Como é do conhecimento dos produtores de leite, o tipo de instala- ção utilizado para acomodar vacas leiteiras influencia diretamente a produtividade e sanidade do rebanho, assim como a qualidade do leite obtido. Em razão disso, conforto térmico, espaço físico adequado, espaço de cocho e tipo de piso são alguns dos fatores que devem ser levados em conta na hora de planejar a instalação. Para que os custos de produção sejam reduzidos e o produtor possa explorar todo o potencial genético de seus animais, essas acomodações devem prover boas condições de higiene, sanidade e eficiência do manejo. No Brasil, o pasto ainda é a principal base alimentar do gado leiteiro. No entanto, esse método apresenta baixos índices de produtividade, sobretudo por causa da sazonalidade da produção forrageira das gramíneas tropicais. Para contornar essas dificuldades, os produtores de todo o país têm se interessado cada vez mais pelo Compost Barn, que é um modelo de instalação criado nos Estados Unidos nos anos 80 para oferecer o máximo conforto aos animais, beneficiando diretamente os níveis de produtividade. O sistema é composto por uma grande área coberta de descanso O Compost Barn e o aumento da produtividade leiteira para vacas leiteiras durante o ano inteiro. Geralmente, esse espaço é revestido com uma cama de serragem, aparas de madeira e esterco compostado. Para que o produtor possa usufruir de todas as vantagens do Compost Barn, a escolha do local para a instalação é fundamental. Esse espaço deve ter boa ventilação natural e soluções para drenagem da água em períodos chuvosos.

b

Outro cuidado importante é não superlotar o local. O processo de compostagem da cama é o princípio básico de funcionamento do Compost Barn. Vale destacar que os bons resultados do sistema dependem em grande parte do manejo da cama, que deve ser revolvida ao menos duas vezes ao dia, normalmente nos horários de ordenha. Esses procedimentos ajudam a aumentar a temperatura da cama, o que beneficia a compostagem. Quando essas técnicas não são praticadas, os animais tendem a ficar mais sujos, o que favorece a incidência de mastite clínica e contagem de células somáticas. Muitos produtores brasileiros têm se mostrado satisfeitos com os resultados do método, sobretudo em razão da fácil adaptação dos animais e do baixo custo. Outra vantagem relatada é a possibilidade de geração de renda, por meio da venda do composto orgânico gerado pela cama, que é um adubo de excelente qualidade. Além disso, o Compost Barn contribui para a redução do acúmulo e descarte de dejetos da produção, o que resulta em custos menores de armazenamento e mão de obra. Sua adoção tem se mostrado uma boa opção para produtores que não dispõem de grandes áreas disponí- veis para desenvolver a atividade leiteira, principalmente em locais onde a agricultura familiar é predominante. No entanto, vale ressaltar que o sistema de confinamento exige o cumprimento de todas as orientações técnicas sobre o tema. Todas essas questões foram discutidas com os produtores parceiros da Embaré, no Dia de Campo realizado no dia 8 de junho.